antf.org.br

Você está aqui: Home Notícias FCA vai transportar blocos de granito

FCA vai transportar blocos de granito

A Vale/Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) firmou parceria com o Sindirochas para escoamento da produção do setor. O transporte deve representar uma alternativa mais lucrativa às empresas do ramo de rochas ornamentais da região. Com a parceria, elas poderão utilizar o terminal ferroviário de uma firma do setor que já utiliza a alternativa. O terminal está situado na Fazenda Monte Líbano, que dá nome à localidade cachoeirense. O serviço deve entrar em operação já no próximo mês e será intermediado pela Vale. Segundo o gerente do departamento de blocos da empresa, Paulo Schmittel, a proposta foi apresentada pela Vale-FCA. De acordo ele, a firma na qual trabalha irá disponibilizar o terminal ferroviário para a prestação de serviços de recebimento e carregamento de blocos de granito, além de containers.Vantagens A proposta foi bem vista por pelo menos 20 empresários do setor, por suas vantagens econômicas e logísticas. Atualmente, o custo para transportar de Cachoeiro a Vitória um bloco de 30 toneladas, por exemplo, é de, em média, R$ 1,4 mil. Os valores de movimentação de cargas pela ferrovia ainda não foram definidos pela Vale, mas acredita-se que sejam pelo menos 20% mais baixos. De acordo com Schmittel, o transporte alternativo não vai substituir o rodoviário, é apenas uma opção para as empresas. Inicialmente, devem ser disponibilizados pela Vale vagões para o transporte de 7 mil toneladas por mês. O volume poderá ser aumentado, de acordo com a procura pelo serviço. Várias reuniões para firmar a parceria aconteceram, em São Paulo, na sede da Vale, e na sede da empresa cachoeirense, com a participação de empresas da região e do Sindirochas.Crise Apesar da crise européia, o mercado de rochas ornamentais está novamente se expandindo. A receita movimentada no Estado, no ano passado, com a exportação do produto foi de US$ 708,5 milhões. O setor cresceu 3,71% no ano passado no país. O Estado teve participação de 70,88% dos negócios no Brasil. Boa parte do bom resultado capixaba está ligada ao desempenho de um dos maiores parques industriais do setor no mundo, situado em Cachoeiro e cidades vizinhas. Segundo dados do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior, das 40 maiores empresas exportadoras capixabas em 2011, nove são do setor de mármore e granito. Entre elas estão as sulinas Marbrasa Mármores e Granitos do Brasil, Decolores Mármores e Granitos do Brasil e Mármores e Granitos Aquidaban (Mag-Ban). (Fonte: Usuport)
A Vale/Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) firmou parceria com o Sindirochas para escoamento da produção do setor. O transporte deve representar uma alternativa mais lucrativa às empresas do ramo de rochas ornamentais da região. Com a parceria, elas poderão utilizar o terminal ferroviário de uma firma do setor que já utiliza a alternativa. O terminal está situado na Fazenda Monte Líbano, que dá nome à localidade cachoeirense. O serviço deve entrar em operação já no próximo mês e será intermediado pela Vale. Segundo o gerente do departamento de blocos da empresa, Paulo Schmittel, a proposta foi apresentada pela Vale-FCA. De acordo ele, a firma na qual trabalha irá disponibilizar o terminal ferroviário para a prestação de serviços de recebimento e carregamento de blocos de granito, além de containers.Vantagens A proposta foi bem vista por pelo menos 20 empresários do setor, por suas vantagens econômicas e logísticas. Atualmente, o custo para transportar de Cachoeiro a Vitória um bloco de 30 toneladas, por exemplo, é de, em média, R$ 1,4 mil. Os valores de movimentação de cargas pela ferrovia ainda não foram definidos pela Vale, mas acredita-se que sejam pelo menos 20% mais baixos. De acordo com Schmittel, o transporte alternativo não vai substituir o rodoviário, é apenas uma opção para as empresas. Inicialmente, devem ser disponibilizados pela Vale vagões para o transporte de 7 mil toneladas por mês. O volume poderá ser aumentado, de acordo com a procura pelo serviço. Várias reuniões para firmar a parceria aconteceram, em São Paulo, na sede da Vale, e na sede da empresa cachoeirense, com a participação de empresas da região e do Sindirochas.Crise Apesar da crise européia, o mercado de rochas ornamentais está novamente se expandindo. A receita movimentada no Estado, no ano passado, com a exportação do produto foi de US$ 708,5 milhões. O setor cresceu 3,71% no ano passado no país. O Estado teve participação de 70,88% dos negócios no Brasil. Boa parte do bom resultado capixaba está ligada ao desempenho de um dos maiores parques industriais do setor no mundo, situado em Cachoeiro e cidades vizinhas. Segundo dados do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior, das 40 maiores empresas exportadoras capixabas em 2011, nove são do setor de mármore e granito. Entre elas estão as sulinas Marbrasa Mármores e Granitos do Brasil, Decolores Mármores e Granitos do Brasil e Mármores e Granitos Aquidaban (Mag-Ban). (Fonte: Usuport)
 
confederacao
first
  
last
 
 
start
stop

facebooktwitteryoutube